III ENCONTRO DE PRÁTICAS POPULARES DE SAÚDE
10 e 11 de novembro de 2017
UFSCar-São Carlos




ARQUIVOS PARA BAIXAR:





INFORMAÇÕES GERAIS:

III ENCONTRO DE PRÁTICAS POPULARES DE SAÚDE
10 e 11 de Novembro de 2017 - Universidade Federal de São Carlos (Campus São Carlos)
PROGRAMAÇÃO, ORIENTAÇÕES E SUBMISSÃO DE TRABALHO E INSCRIÇÕES: mapeps.blogspot.com.br
INFORMAÇÕES: mapepssaocarlos@gmail.com
FACEBOOK: https://www.facebook.com/events/1642249602513559/
SUBMISSÃO DE TRABALHOS: até 25 de setembro de 2017
Se você oferece terapias populares, corporais, integrativas e complementares; faz estudos sobre práticas populares de saúde e sobre práticas integrativas e complementares, sobre uso dessas práticas pela população e em povos tradicionais, no sistema de saúde ou na formação profissional; tem experiências para relatar de interação e diálogo dessas práticas nos serviços de saúde, entre outros estudos relacionados, apresente seu resumo (veja orientações no  blog).
INSCRIÇÕES NO ENCONTRO E PARA AS OFICINAS:
Estão abertas também as inscrições, gratuitas, para participação no encontro e para as oficinas (vagas limitadas). O Encontro contará com:
- Apresentação e debate dos trabalhos;
- Painel de debates sobre Experiências de Práticas Integrativas e Complementares e Práticas Populares de Cuidado a Saúde no SUS;
- Oficinas de Tai Chi Pai Lin, Terapia Vibracional Integrativa – TVI, Yuki, Ioga , Shantala , Tuiná , Auriculoterapia e oficina sobre Implementação da Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares em nível local: estratégias para formação e atuação profissional. Contexto do Encontro

CONTEXTO E OBJETIVOS DO ENCONTRO:
O Encontro de Práticas Populares em Saúde ocorre de dois em dois anos.  Trata-se de uma proposta do Projeto de Mapeamento de Práticas de Educação Popular e Saúde (MAPEPS) e seus parceiros que reúne pesquisadores, estudantes, praticantes populares de cuidado a saúde e todas as pessoas e grupos que tenham interesse com esta temática. É um espaço de interação entre os diferentes saberes e fazeres de cuidado em saúde, com oficinas, apresentação de trabalhos, palestras e vivências.

Objetivos
-Debater possibilidades de ações que propiciem o diálogo entre práticas e saberes populares e técnico-científicos, tendo em vista a Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares no SUS (PNPIC) e a Política Nacional de Educação Popular em Saúde no SUS (PNEPS), entre outras;
-Propiciar o compartilhamento de experiências originárias do saber, da cultura e das tradições populares que atuam na dimensão do cuidado;
-Propiciar vivências e debates sobre Educação Popular e Saúde (EPS), sobre Práticas Populares de Cuidado em Saúde e sobre Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (PICS);
- Estimular a formação profissional em EPS e em PICS;
 - Ampliar o debate sobre a implementação da PNPIC e PNEPS em nível local.

Público alvo :
- Profissionais da área de Saúde e afins; 
 - Estudantes de cursos de nível médio e superior em Saúde e de outros cursos de nível superior;
- Gestores de serviços de Saúde e de instituições formadoras na área da Saúde;
- Praticantes Populares de Cuidado a Saúde e Praticantes das Práticas Integrativas e Complementares em Saúde;
- Pesquisadores da área;
- Interessados no assunto.

PROMOÇÃO:

APOIO: 


Projeto “Mapeamento de Práticas Populares de Educação e Saúde” – MAPEPS:
       O projeto “Mapeamento de Práticas Populares de Educação e Saúde” – MAPEPS,  vem sendo desenvolvido desde 2006, tem como objetivo promover processos de Educação Popular e Saúde através do diálogo e da troca entre práticas e saberes populares e técnico-científicos no âmbito do SUS e da Universidade, aproximando os sujeitos da gestão, dos serviços de saúde, dos movimentos sociais populares, das práticas populares de cuidado e das instituições formadoras

Siga-nos Facebook